O que é a Verdade?






João 18. 37-38 (LAT) 

37. – Então você é rei? – perguntou Pilatos. – É o senhor que está dizendo que eu sou rei! – respondeu Jesus. – Foi para falar da verdade que eu nasci e vim ao mundo. Quem está do lado da verdade ouve a minha voz.
38. – O que é a verdade? – perguntou Pilatos. Depois de dizer isso, Pilatos saiu outra vez para falar com a multidão e disse: — Não vejo nenhum motivo para condenar este homem.




Desde que o mundo é mundo, as pessoas se deparam com alguns questionamentos: "De onde viemos?" "Para onde iremos?" "Existe vida após a morte?", e "O que é a Verdade?" Ou "Quem está com a Verdade?" 




Jesus foi bem enfático ao dizer: "Eu sou o Caminho, e a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai, se não por mim (João 14:6) 



Jesus não apenas conhece a Verdade, mas é a Própria Verdade, Jesus é nosso Grande Amor, é real e verdadeiro.



Mas o que me deixou um pouco triste não é porque Pilatos perguntou sobre o que era a verdade, mas pelo final do versículo. No versículo não diz que ele esperou Jesus responder, essa pergunta infelizmente, pra ele, ficou sem resposta, ele dedicou tempo para perguntar, mas não dedicou tempo para ouvir.



Assim como Pilatos, há pessoas que também são assim, inclusive nós, infelizmente. Que dedicamos tempo para pedir respostas quando na verdade sabemos que não iremos dedicar tempo para ouvi-lo. Outras vezes, fazemos perguntas a Deus das quais já sabemos as respostas, só que no momento desacreditamos dela. Afinal, quem nunca agiu como Tomé?



O que me deixa mais triste é que após Pilatos perguntar o que era a Verdade, ele simplesmente sai outra vez para ir falar com a multidão, mas não fica para ouvir a resposta de Jesus. Infelizmente, Pilatos estava com a Verdade, mas não conhecia a Verdade, estava frente a frente com a Verdade, mas automaticamente ao negar a Verdade optou pelo descrédito da mentira... ou da dúvida. 



Será que também estamos sendo como Pilatos? Alguém que pergunta e indaga a Jesus muitas coisas, mas que na hora de ouvir as respostas vamos fazer outras coisas, porque teoricamente, Jesus pode esperar, será que embora estejamos com a Própria Verdade, sejamos incapazes de vivencia-lo? Será que na hora das respostas de Deus tampamos os ouvidos como as crianças com birra fazem, apenas não ouvir o que Ele tem a dizer? 



Estar com a Verdade, não quer dizer que conhecemos a Verdade, estar com um livro nas mãos não nos torna leitores, mas o fato de ler o livro, isso nos faz leitores. 



Dizemos que somos cristãos, mas será que Cristo e as outras pessoas também dão esse testemunho? Será que nossas camisetas com dizeres evangélicos nos torna cristãos? Será que estar com a Verdade estampada numa camisa, mas a mentira escancarada na língua ainda nos mantém cristãos? Porque não adianta estarmos de frente da Verdade, se não andarmos na Verdade. 



Jesus disse que aqueles que são da Verdade, ouvem a sua voz, se nós dizemos seguir a Verdade, também ouviremos Sua voz e se seguiremos seus passos.



Que o exemplo de Pilatos nos faça não querer agir como ele agiu e nos faça querer agir diferente, que nos faça olhar pra Jesus, mesmo que seja para perguntarmos, sentarmos para ouvir a Sua doce voz e os seus ensinamentos. 



A Verdade sempre foi e sempre continuará o mesmo: Jesus. Se somos dEle, andaremos na Verdade, diremos a Verdade e viveremos a Verdade.

E que nesse 1° de abril digamos a verdade, pois a mentira e muito menos o pai dela, merecem homenagem.

Postar um comentário

0 Comentários