O amor genuíno de Jesus em nós

Crianças, Pessoas, Janela, Chuva, Tempo, Menino


A verdade é que se somos tão momentâneos, por que as vezes fazemos promessas que embora queiramos, sabemos que não vamos cumprir?

Por que somos assim?

Será que realmente nos colocamos no lugar do outro ou fingimos colocar?

Às vezes porque as pessoas fizeram com a gente, achamos que temos o direito de fazer isso com outras pessoas, mas fala sério, isso é apenas mais um motivo para não repetir o ciclo fazendo tudo igual.

As pessoas não são uma fábrica de realizações de nossos sonhos pessoais, as pessoas são seres humanos e são reais. As pessoas também sonham e também carregam marcas de batalhas passadas, não é somente a gente que está em batalha. 

Só porque vemos as pessoas sorrindo, não quer dizer que não estão sofrendo, até quando vamos ser tão hipócritas dizendo amar as pessoas sendo que na prática realmente não amamos?!

Amar quem nos ama não é virtude nenhuma, o Próprio Jesus disse que virtude mesmo é amar quem não nos ama. Não podemos nos igualar nisso aos fariseus, isso não nos faria muito diferentes deles.

Jesus nos ama com um amor de fato verdadeiro. Se somos participantes desse Amor, por que nossas vidas não refletem  verdadeiramente esse Amor?

Queremos distância de pessoas que não professam a mesma fé que a nossa, mas como elas conhecerão o Amor se não tiverem contato com esse Amor, como terão acesso à luz se não tiverem contato com a Luz, sendo que tudo que vão a essas pessoas são apenas trevas?

Nossas pregações estão sendo muito egocêntricas e pouco Cristocêntricas, até quando não nos posicionaremos no lugar que Deus quer para que sejamos verdadeiramente genuínos e piedosos?

Se somos filhos do Amor, por que nossas atitudes não revelam isso?

Não é agir com a benevolência que Cristo nos dá apenas quando nos favorece ou beneficia, mas é algo diário, é durante a rotina. 

Que o Amor de Cristo nos faça sair das 4 paredes que estamos de domingo à domingo, e nos faça ver que há um mundo lá fora que nunca sequer ouviu falar de um Cristo que salva e que morreu por amor a cada um deles. Nós já ouvimos essa Mensagem, as Boas Novas de Salvação, mas será que tem que parar em nós?

"Se eu estou salvo, o que me importa os que  nunca ouviram falar de Jesus?"

Um dos sinais de que a Salvação que é Cristo habita na gente, é que não queremos guardar esse Amor só pra gente, mas queremos que outras pessoas sejam alcançadas por esse Amor Verdadeiro.

A Reforma Protestante aconteceu há mais de 300 anos, mas há uma reforma que diariamente precisamos reconstruir: A Reforma da Mente.  Uma metanoia, uma mudança de atitude e comportamento, para que vejamos que a Vontade de Deus continua sendo Boa, Agradável e Perfeita.

Que o Amor de Cristo e a Cristo seja tão transbordante em nós que tudo o que façamos reflita isso, verdadeiramente de Jesus, em nós.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram